Pages

8 de dezembro de 2013

Nove meses...

Olá, boa noite a todos que nos visitam nesse espaço.
Hoje faz nove meses que nosso Ricardinho mudou de forma de vida. Deixou esse plano que conhecemos e se transformou em luz... E, com isso, mudou para sempre nossas vidas...
Ainda é muito estranho nos depararmos com essa realidade que temos hoje!
Ainda não nos acostumamos com a não presença física dele... (será que um dia será diferente?!...).
A sensação, muitas vezes, é que ele vai chegar, vai voltar a ser tudo como sempre foi até o dia 08 de março...
Sinto isso, e sei que muitos de nós sente o mesmo...
Hoje foi um dia bem específico, bem peculiar. Um grande amigo dos meninos - de Serginho e Rica - Kléber, estava conosco. São grandes amigos, estudaram muito juntos, passaram no mesmo concurso, trabalham na mesma empresa... Hoje esse amigo mora no Rio. Está de férias e veio a Natal. Estar perto dele nesses dias, foi também estar mais perto de Ricardinho... As lembranças ficaram muito fortes, vivas, quase palpáveis...
Nossa querida Dani também ficou o dia todo junto da gente. Bastinho (pai) até comentou: "esse foi o melhor dia 08 que passei desde a partida de Ricardo, acho que é porque Dani estava aqui, com a gente..." Realmente o dia foi leve, de saudade, emoção, mas com uma pitada de suavidade...
E olha que o Natal está bem perto!!! Uma data já naturalmente melancólica, com um certo sopro de tristeza, com certeza será uma prova de fé pra todos nós...
Sei, sinto que Ricardinho está num plano de crescimento espiritual, de evolução, de 'prestar contas' do que foi a vida dele aqui. E a vida dele foi um exemplo, o que nos deixa tão certos do bem estar dele hoje... Sei e igualmente sinto, que ele está muito melhor do que nós que estamos aqui. Ainda precisamos cumprir nossas missões nessa terra. E que sorte nossa que tivemos Rica aqui! Quem dera tivéssemos sabedoria suficiente e humildade no coração para aproveitarmos as lições que ele ainda nos dá, todos os dias!!! Que nossas dores e tristezas não nos impeçam do aprendizado que dispomos. 
Que o Natal de todos que nos acompanharam e nos acompanha seja de muita luz, de muita fé e de não deixarmos passar a oportunidade de ajudar a quem necessita de algo nosso... Seja essa ajuda uma palavra, um gesto, uma ajuda material, uma atitude, um sorriso, uma prece... Sempre é possível fazer algo por alguém... De quem foi essa lição?! rs.
Essa foto foi feita há uns três, quatro anos, não lembro a data exata. Serginho e Ricardo comemorando os trinta anos de casados de Bastinho e Lourdes... Foi uma data muito, muito festejada e celebrada por todos nós. A felicidade captada na cena era também a felicidade de toda a família e dos amigos... 

 


Essa outra foto é deles, Dani e Rica, em dezembro de 2011, quando estavam, juntamente com Serginho e Izayne, fazendo exames em Porto Alegre e aproveitaram e foram até Gramado. 





Pedi muito a Dani pra escrever hoje aqui. Quase fiz chantagem... rsrs. Afinal, estamos com muita saudade dela escrevendo aqui, da sua sensibilidade, das suas palavras sempre tão boas de ler.. Mas ela não cedeu, rs. Entendo que ela esteja achando que não tem muito o que dizer. Ela acha que não, mas sei que tem sim...
Vamos fazer uma campanha? "VOLTA PRO BLOG, DANI!!!" rsrs
Sinto-me muito honrada em escrever aqui. Agradeço a confiança, a generosidade e a liberdade de poder falar o que sinto e penso.
Mas sinto saudade de vc aqui, viu Dani?...
Um beijo grande a todos, um Natal de paz e luz pra cada um que lê, comenta, acompanha nossa história por aqui...
Ricardinho, esses dias estou em Natal, na sua casa, trabalhando, e sua presença tá muito, muito forte! Uma vontade de um abraço que me corta a alma... Quem me dera sonhar com você hoje, ou amanhã... Matar essa saudade... Bjo de luz pra vc, filhote!!!


7 comentários:

  1. É sempre um presente conviver com a energia que Ricardo ainda acrescenta na casa, por mais que tenha uma dose de tristeza, a sensação de se sentir bem prevalece sempre!

    ResponderExcluir
  2. Olá! 9 meses!! Quem diria... Ontem enquanto dirigia voltando da praia, lembrei de um episódio ocorrido em minha vida, no qual Rica estava presente. Na mesma hora, foi como se o dia 8 de março de 2013 tivesse sido apagado da minha mente. Era como se Rica ainda estivesse aqui, e eu fosse vê-lo logo, logo, quando eu fosse lá em tia, como de costume. Depois vem a realidade caindo sobre mim, e é como se eu voltasse de um sonho... E ai eu lembro que Rica se foi. Eu digo lembro, porque, como Suzana disse, parece que eu quero esquecer que ele se foi. Minha cabeça ainda parece não querer aceitar que ele não está mais aqui.
    Eu lembrava da vez que eu bati meu carro com ele dentro. kkkkk Na mesma hora eu ri sozinha porque ele ficou irado com o cara do outro carro e me defendeu, sem nem deixar eu dar uma palavra! E olhe que eu era a culpada!!! kkkkk... Eu adorava o jeito que ele me tratava, como irmã de sangue mesmo. Não vou esquecer jamais.
    E ai a saudade apertou, sem nem eu lembrar que era dia 8. Hoje é que vi no blog.
    Quero desejar um feliz natal para todos os leitores desse blog! Esse nosso natal será diferente, mas não menos caloroso que os outros, pois teremos os nossos corações todos juntinhos para aliviar a saudade de Rica. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Kleber... só pq eu ia ser a primeira! ¬¬

    ResponderExcluir
  4. Quem postou foi Suzana? O tom não é o mesmo, achei que era ela só pelo final. Acho que Dani só vai querer escrever quando tiver um outro tom, uma outra cor, um outro sorriso. Chegará a hora em que viremos aqui para contar algo bom que fizemos por causa de Ricardo. Uma ajuda, uma oração, um conselho, qualquer coisa boa que foi feita com o pensamento lá em Rica. Essa tem que ser a nossa campanha agora. O que você fez de bom porque lembrou de Ricardo? Eu ajudei a casa de apoio a criança com câncer e pretendo colaborar com uma amiga espírita que está organizando uma doação de produtos de higiene pessoal para velhinhos. Fico melhor depois que penso em Ricardo. A lembrança dele, sua luta, me inspira a ser mais útil nessa vida. E assim ele está mais vivo no meu coração.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana e todos.
    Fui eu sim que postei aqui.
    Realmente não me identifiquei, como sempre faço... Perdão.
    Não entendi pq va falou que o tom não é o mesmo... Tomara que seja pq estamos tentando, a duras penas e a muito custo, aceitar de forma mais natural o que aconteceu...
    Bjo a todos.
    Fiquemos com Deus.

    ResponderExcluir
  6. Suzana, talvez eu é que não estivesse no tom de sempre e, por isso, não reconheci sua voz. De todo modo, todos que vem aqui buscam o encontro com outros que tiveram suas vidas definitivamente marcadas pela história de Ricardo. Acho que, enquanto esse blog existir, virei aqui buscar luz.

    ResponderExcluir
  7. É quase Natal. O menino Deus nascerá e enfrentará provações. Ao fim, já liberto das dores humanas, voltará para o lado do seu pai eterno e deixará um importante legado: a esperança de que um dia também nós estaremos ao seu lado. Até chegar esse dia, viveremos dos ensinamentos que ele deixou.

    ResponderExcluir